Conservatório faz homenagem ao compositor Moacir Santos

Conservatório faz homenagem ao compositor Moacir Santos


Na próxima terça-feira (23) o Conservatório Pernambucano de Música (CPM) fará uma homenagem ao compositor pernambucano Moacir Santos. Na ocasião será feito o relançamento do livro “Moacir Santos ou Os Caminhos de um Músico Brasileiro”, da musicista e pesquisadora Andrea Ernest Dias. O livro fala sobre a formação musical e vida profissional do músico. A apresentação será no Teatro Santa Isabel, às 19h. Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência. Durante a homenagem, o livro será vendido no salão de entrada do teatro.A homenagem será acompanhada pela Banda Sinfônica do CPM, regida por Marcos FM. A Banda Sinfônica é um grupo musical formado por sopros e percussão que surgiu a partir da tradicional banda de música no final do século IXX e início do século XX, sendo elevada ao “status” de uma orquestra sinfônica, principalmente no que se referia ao repertório, formada por professores, alunos e voluntários. A Banda Sinfônica do CPM tem em seu repertório músicas tradicionais das bandas de música, música erudita de concerto, música popular, música nordestina e trilhas sonoras de desenhos animados e filmes.Diploma de Músico do Ano, em 1960, no Rio de Janeiro, entregue pela União dos Músicos e o sindicato da categoria; Certificate de Appreciation, City of Los Angeles, em 2005. Foram muitos os prêmios e distinções conquistados por Moacir Santos ao longo dos anos, no Brasil e nos Estados Unidos. Nascido em São José do Belmonte, Sertão do Pajeú, em 26 de julho de 1926, Moacir teria completado 90 anos no mês passado. Ainda muito jovem, foi para o Rio de Janeiro, onde tornou-se professor de alguns dos maiores expoentes da Bossa Nova, como Baden Powell, Roberto Menescal, Sérgio Mendes, João Donato, Nara Leão e Carlos Lyra. Conhecido pelo virtuosismo – tocava saxofone, piano, clarineta, trompete, banjo, violão e bateria –, ganhou de Vinícius de Moraes e Baden a seguinte louvação, contida no Samba da benção: “A bênção, maestro Moacir Santos / Não és um só, és tantos / Como o meu Brasil / De todos os santos”. Falecido em Pasadena, Califórnia, há dez anos (6 de agosto de 2006), Moacir Santos, cinco anos antes, teve a oportunidade de ver o seu disco Ouro negro ser relançado no Brasil, com a participação de artistas como Mílton Nascimento, Gilberto Gil, Djavan, João Bosco e João Donato.Preço do livro: R$ 30,00 no lançamento e R$ 40,00 nas livrarias.

Compartilhe nas redes sociais

LEIA MAIS

Plateia lota Palácio do Campo das Princesas em apresentação de Arthur Philipe

Plateia lota Palácio do Campo das Princesas em apresentação de Arthur Philipe Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias

Coro Infantil do CPM abrilhanta Teatro Guararapes em apresentação emocionante

Coro Infantil do CPM abrilhanta Teatro Guararapes em apresentação emocionante Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias

Grupo SaGrama anima manhã de domingo no projeto Música no Palácio

Grupo SaGrama anima manhã de domingo no projeto Música no Palácio Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias

Conservatório Pernambucano de Música abre inscrições para Cursos

Conservatório Pernambucano de Música abre inscrições para Cursos Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias