Dia Nacional do Choro é comemorado com apresentações e oficinas

Dia Nacional do Choro é comemorado com apresentações e oficinas


Beto do Bandolim, Bozó e George Rocha abriram as comemorações, que terminaram nesta segunda-feira (27)O Conservatório Pernambucano de Música (CPM) preparou, no último fim de semana, uma programação especial em comemoração ao Dia Nacional do Choro, 23 de abril. Realizado pelo sétimo ano, o evento trouxe apresentações de artistas como Beto do Bandolim, George Rocha e Bozó, além de oficinas, abertas ao público, de violão de seis cordas, bandolim e cavaquinho, percussão, instrumento de sopro, canto e práticas de conjunto. Também teve apresentação de professores e convidados, como o baixista Marcos FM, o cantor Arthur Philipe, o flautista Mozart Ramos, o trompetista Roque Neto, o trombonista Elci Ramos e o baterista Rogério Adriano, que encerraram a programação, nesta segunda-feira (27).“Com as oficinas, queremos fazer com que as pessoas tenham o primeiro contato com esse gênero musical. Nós, como amantes do Choro, temos a obrigação de apresentar esse gênero musical aos jovens”, declarou o coordenador do evento no CPM, Maurício Cezar. A prática acadêmica dos instrumentos do Choro já faz parte da rotina acadêmica do CPM.Para o violonista Bozó, que se intitula “chorão de coração”, o Choro ainda não é um gênero difundido para a população, mas que o evento é uma oportunidade de mostrar para o público a beleza do ritmo. “O Conservatório foi pioneiro em realizar um evento como esse em Pernambuco. Essa é a oportunidade de mostrar para o público o que é o Choro”, falou. Na ocasião, Bozó também contou como se interessou pelo ritmo “Quando criança, sempre estive presente em lugares que tocavam choro, meus irmãos mais velhos são chorões e essa influência veio desse meio que vivi e do que ouvi”, declarou.O público se mostrou atencioso e não perdeu um só acorde. “O Choro é espetacular. Hoje vim assistir a apresentação e pretendo voltar mais vezes, quem sabe até fazer alguma aula”, pontuou Adeilda Andrade, 74 anos. Para Terezinha Azevedo, 70, a música está na vida dela desde cedo. “Quando completei 15 anos ganhei um piano, foi o melhor presente da minha vida. Adoro música, principalmente as francesas, porém, o Choro tem um ritmo especial, uma beleza única”, avaliou.Criado em 2002, pelo bandolinista Hamilton de Holanda, o Dia Nacional do Choro faz uma homenagem ao aniversário de Pixinguinha, considerado para os chorões o artista mais importante da história do Choro.Crédito da foto: Alyne PinheiroMais Informações: 3138-3400

Compartilhe nas redes sociais

LEIA MAIS

CPM 90 anos: agenda de apresentações

CPM 90 anos: agenda de apresentações Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Eventos

Celebração dos 90 anos com programação online

Celebração dos 90 anos com programação online Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias

COMUNICADO SOBRE AS MATRÍCULAS 2020.2

COMUNICADO SOBRE AS MATRÍCULAS 2020.2 Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias

CPM realiza evento alusivo ao Dia da Mulher

CPM realiza evento alusivo ao Dia da Mulher Compartilhe nas redes sociaisFacebookTwitterGoogle+ ...
Leia Mais
/ Notícias